Tijolos feitos com bituca de cigarro reduzem produção de lixo, são mais baratos e garantem casa mais fresquinha

Tijolos feitos com bituca de cigarro reduzem produção de lixo, são mais baratos e garantem casa mais fresquinha
20 out 2016

Dica para quem está pensando em construir, mas está com a grana curta: opte por tijolos feitos com bitucas de cigarro. A descoberta é do pesquisador australiano Abbas Mohajerani.

Após diversos estudos, ele percebeu que é possível substituir 1% da matéria-prima usada nos tijolos convencionais por bitucas de cigarro, sem alterar em nada a qualidade do produto.

Pelo contrário, a mistura garante tijolos mais leves, com melhores propriedades de isolamento térmico e que ainda levam menos tempo para serem queimados durante o processo de fabricação, o que garante redução no consumo de energia. Sem contar que, ao usar lixo como matéria-prima, o produto fica muito mais barato.

A motivação de Mohajerani para pesquisar sobre o uso de bitucas de cigarro na construção civil foi uma só: reduzir a produção de resíduos sólidos no mundo (e a sujeira nas calçadas). Segundo ele, se apenas 2,5% da produção mundial de tijolos passasse a usar a nova matéria-prima daria para zerar a existência de bitucas no planeta. Um bom negócio, não?

Saiba mais sobre o estudo de Mohajerani aqui.



Débora Spitzcovsky
Débora Spitzcovsky

Débora Spitzcovsky é jornalista, formada pela Universidade Metodista de São Paulo e, desde o início da carreira, atua na área da sustentabilidade. Atualmente, é analista de comunicação sobre o tema na Duratex

Observações

  1. Esclarecente Diz: outubro 24, 2016 at 9:59 am

    Bituca em São Paulo, Binga no interior do RJ e Guimba na capital Rio de Janeiro.

  2. Braz Pedro Diz: outubro 24, 2016 at 2:42 pm

    ACHO ESSA IDEIA MARAVILHOSA POR QUE AS “BITUCA DE CIGARRO” DEVIDO O FILTRO, LEVAM MUITO ANOS PARA SE DECOMPOREM NO MEIO AMBIENTE.
    BOM SERIA QUE NA NOSSA REGIÃO ALGUMA OLARIA ADOTASSE ESSA TECNOLOGIA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *