SUS lança curso online (gratuito!) sobre medicina natural

SUS lança curso online (gratuito!) sobre medicina natural
20 ago 2017

Cansado de tomar tanto remédio? O Sistema Único de Saúde está investindo também na fitoterapia, que tem por objetivo cuidar da saúde usando plantas medicinais (e deixando a farmácia apenas para emergências!). Paty dos Alferes, uma cidade do Estado do Rio de Janeiro que tem apenas 25 mil habitantes, por exemplo, já ganhou uma horta de remédios naturais.

Agora o site do AVASUS (Ambiente Virtual de Aprendizagem do SUS) oferece um curso 100% online e gratuito voltados a Agentes Comunitários da Saúde. Para participar, basta clicar neste link e se inscrever.

Com o total de 60 horas de conteúdo e mais de 13 mil alunos inscritos, o objetivo do curso é  orientar os agentes de saúde sobre a importância do uso correto de plantas medicinais e fitoterápicos. Para tanto, o curso disponibiliza informações básicas sobre cultivo de plantas medicinais, bem como orientações sobre a preparação e o uso de remédios caseiros.

Foto: Senado Federal/Creative Commons



Jéssica Miwa
Jéssica Miwa

Mãe do Gael, Googler, jornalista e cofundadora do The Greenest Post. Acredita em pequenas ações que podem mudar o mundo.

Observações

  1. Sérgio Felício Diz: agosto 24, 2017 at 9:41 am

    Os cursos fitoterápicos são importantíssimos, principalmente a pessoas com alergias a varios alimentos e medicamentos, e as de baixissima renda. Os cursos deveriam integrar o portal Veduca da USP, gratuitos, e com certificado de participação e aproveitamento. Os remédios alopáticos “consertam uma doença e cria outra”….. Toma-se um remédio para o “procedimento”, realizam-se vários “exames e mais exames” com uma demora incrível, que às vezes não dá tempo de fazer os “exames” e o paciente já faleceu. Outras alternativas médicas também deveriam ser utilizadas em separado ou em conjunto com a halopática, tipo acupuntura, cristaloterapia, cromoterapia, arteterapia, florais, Reiki, quântica, vibracional, indígena, espiritual (que nenhum médico ou quase nenhum utiliza), preocupam-se apenas com o que vem no “exame” e se esquecem de influencias negativas, questões ambientais, etc…,, e somente prescrevem REMÉDIOS que só “engordam” os laboratórios. Além do mais, deveria haver uma varredura da Polícia Federal no INSS e o no sistema de aposentadoria, pois ali tem muita, mas muita coisa mesmo.

    • Raul somes Júnior Diz: setembro 16, 2017 at 1:10 pm

      Raul Gomes Júnior, sou fitotzrapéuta, desejo fazer esse curdo, como me inscrever?

    • Silvia Bresser Diz: novembro 4, 2017 at 7:04 pm

      Estou vendo essa matéria apenas hj, dia 04/11/17. Como faço para ter acesso a ele? Tentei fazer minha inscrição no site mas só faltam pedir o tipo sanguíneo. Um saco!! Pra eu ter acesso é realmente necessário preencher TODOS os requisitos??? Obrigada

    • Marly Silveira s=Santos Diz: novembro 12, 2017 at 6:44 pm

      Tenho interesse em fazer os curso .. grata

  2. até q enfim fizeram alguma coisa para a sociedade sem cobrança de taxas, impostos e pedágio

  3. Reni Silva Diz: agosto 24, 2017 at 8:02 pm

    Quero conhecer mais as plantas medicinais.

  4. Maria Nilza Lopes da Silva Diz: agosto 24, 2017 at 8:11 pm

    Quero muito fazer este curso, mas, não estou conseguindo me inscrever
    No campo de inscrição tem que devemos colocar o nome completo e em seguida a senha, como é isto mesmo?
    Ajudinha, por favor!

  5. Carlos Augusto da Conceição Junior Diz: agosto 24, 2017 at 8:19 pm

    muito importante essa iniciativa. não podemos perder nossas raízes

  6. Olá.Fiquei muito triste de não poder conseguir acessar ao curso da fito,pois ao me cadastrar nada me enviaram pelo email e refazendo todo o processo e mesmo querendo redefinir a senha nada consegui,entra uma mensagem escrita conta inativa.Nao entendi nada. Fico triste pois queria participar, amo esse assunto.

  7. Maravilhoso. Estou muito interessada em participar

  8. Solange Rosiclair Henrique Diz: agosto 29, 2017 at 1:37 am

    Queria fazer o curso de plantas medicinais.

  9. Jessé Cabral Gusmão Diz: agosto 29, 2017 at 8:37 am

    Curso Medicina natural

  10. Gostei. E muito importante haver sempre formacoes de genero.

  11. Francisco Dias Feitoza Diz: setembro 2, 2017 at 9:37 am

    Os remédios, naturais causa menos reação que os industriais?

  12. JOSÉ JULIO DE SOUZA Diz: setembro 3, 2017 at 9:00 pm

    Excelente idéia de fazer um curso online gratuito de medicina natrual

  13. As plantas Medicinais são importantes em auxiliar na cura de doenças, equilibra o organismo dos seres humanos e animais. Nossos ancestrais nos ensinaram, aprimoramo cientificamente e ajudamos as pessoas.

  14. Lise Guimarães Diz: outubro 8, 2017 at 5:00 pm

    Tenho interesse de fazer o curso de medicina natural/fitoterapia.
    Sorrisos de esperança!

  15. Eu quero fazer! Porque é muito importante pra nossa saúde e to cansada de tomar tantos comprimidos uffa

  16. Nea Gesualdi Diz: outubro 29, 2017 at 9:02 am

    Oi. Tenho interesse em fazer o curso.

  17. Gostaria de maiores informações sobre o curso, desenvolvemos na cidade um projeto de horta (Plantando Sonhos) e gostaríamos de acrescentar a nossas hortas as plantas medicinais.
    Desde já agradeço.

  18. Rosi Pereira de Lima Gomes Diz: outubro 31, 2017 at 1:09 pm

    Sou Terapeuta e gostaria de fazer esse curso.

  19. Olá, desejo fazer o curso, onde faço a inscrição?

  20. Maria da natividade t duarte Diz: novembro 3, 2017 at 8:53 am

    Gosto de trabalhar com plantas. Já uso a medicina natural a mais de 15anos
    Conheço muitas plantas e tenho várias em meu quintal
    Faço um trabalho voluntário, juntamente com una equipe. Uma vez por semana em minha comunidade.

  21. João Antonio Ferreira Diz: novembro 7, 2017 at 9:29 pm

    Ola gostaria de realizar inscrição neste curso online sobre plantas naturais

  22. Leonildes Nantes Diz: novembro 14, 2017 at 12:08 am

    Amo tratamentos naturais, procuro sempre me atualizar e aprender mais.

  23. Quero fazer o curso fitoterápico…já tenho uma bagagem e quero me aperfeiçoar…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *