Startup brasileira faz delivery de frutas e verduras ‘imperfeitas’ a preço abaixo do mercado

Startup brasileira faz delivery de frutas e verduras ‘imperfeitas’ a preço abaixo do mercado
11 fev 2016

Mais de 30% dos alimentos produzidos diariamente no Brasil vão parar na lata do lixo. Chocado com o número? Não é para menos! Nosso índice de desperdício é altíssimo, principalmente para um país onde tanta gente ainda sofre com a fome e a desnutrição. Mas, no que depender da startup Fruta Imperfeita, o problema está com os dias contados.

Criada pelo casal Roberto Fumio Matsuda e Nathália Inada, a empresa faz delivery de frutas e verduras a um preço bem abaixo do mercado. Como eles conseguem oferecer o desconto aos clientes? Todos os produtos vendidos pela startup possuem algum defeito “de fábrica” no formato ou na cor e, apesar de serem igualmente saborosos e nutritivos, seriam descartados pela indústria por não se encaixarem no padrão estético exigido pelo varejo. Logo, são mais baratos.

Diversos produtores rurais já mantém parceria com a startup, fornecendo suas frutas e legumes ‘feios’. E a expectativa é que esse número cresça cada vez mais! Por enquanto, a empresa atende apenas clientes da zona sul de São Paulo, mas a ideia é ampliar a área de atuação conforme o aumento da demanda.

Os interessados em receber em casa os produtos da Fruta Imperfeita podem se cadastrar no site da iniciativa e escolher o tipo de serviço que querem. Há pra todos os gostos (e necessidades)! Entre os itens oferecidos estão cestas só com frutas, só com legumes e mistas – tamanhos P, M e G.

Um bom jeito de ajudar a reduzir o desperdício de comida no mundo e, de quebra, economizar nas compras da semana, não?

E viva o fim dos padrões de beleza (inclusive no prato)! 🙂

Share

Débora Spitzcovsky
Débora Spitzcovsky

Débora Spitzcovsky é jornalista, formada pela Universidade Metodista de São Paulo e, desde o início da carreira, atua na área da sustentabilidade. Atualmente, é analista de comunicação sobre o tema na Duratex

Observações

  1. Helena Heider de Oliveira Diz: fevereiro 12, 2016 at 7:10 pm

    Feliz de quem tiver acesso e consumir esses produtos… e onde mais se concentra a energia vital, tão benéfica ao nosso organismo, pelo esforço da sobrevivência. Produtos grandes, lindos e aparentemente perfeitos não precisam concentrar energia para se desenvolver. Isso é delegado aos agrotóxicos.
    Cuidado ao escolher produtos para serem ingeridos. Nem tudo que é belo e perfeito é o melhor!

  2. Super idéia,quero ser cliente!

  3. bela iniciativa, moro na zona sul de são paulo e gostaria de participar, como faço ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *