São Paulo pode ganhar uma horta comunitária em cada praça da cidade

São Paulo pode ganhar uma horta comunitária em cada praça da cidade
21 out 2015

Atenção, hortelões urbanos, porque a notícia é boa. Tramita, na Câmara dos Vereadores de São Paulo, o Projeto de Lei 590/2013, que prevê que todas as praças da cidade possam ser usadas para o cultivo de hortas comunitárias.

Segundo o texto da medida, batizada de Uma Horta Em Cada Praça, qualquer pessoa física ou jurídica poderá se tornar dona de uma horta, mediante autorização da subprefeitura. A plantação deve ocupar no máximo 10% da metragem quadrada da praça onde será cultivada e os custos ficarão todos por conta do hortelão.

Além disso, 20% dos alimentos colhidos no local devem ser doados à escola municipal mais próxima, para a produção de merendas. O resto da colheita fica sob responsabilidade do dono da horta, que pode dividi-la ou não com o resto da comunidade.

A intenção é tornar a cidade de São Paulo mais bonita e, também, mais útil, diz a justificativa do PL. Além de diminuir os custos das unidades municipais com alimentação (saudável).

Curtiu? A medida, de autoria do vereador Pr. Edemilson Chaves, já foi aprovada pela Comissão de Política Urbana, Metropolitana e Meio Ambiente e agora precisa passar pelo crivo de outras pastas – como a de Saúde e a de Adminstração Pública – antes de ser votada em plenário e encaminhada para a sanção do prefeito.

O caminho ainda é longo, mas parece que os hortelões urbanos vão comemorar o resultado dessa história. Vai torcer para a medida ser aprovada?

Confira, na íntegra, o PL 590/2013.

Foto: David Goehring/Creative Commons


Share

Débora Spitzcovsky
Débora Spitzcovsky

Débora Spitzcovsky é jornalista, formada pela Universidade Metodista de São Paulo e, desde o início da carreira, atua na área da sustentabilidade. Atualmente, é analista de comunicação sobre o tema na Duratex

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *