São Paulo ganhará prédio de 13 andares feito exclusivamente com madeira de reflorestamento

São Paulo ganhará prédio de 13 andares feito exclusivamente com madeira de reflorestamento
22 set 2017

Muitos pensam que a cidade de São Paulo é uma selva de concreto e aço. O que poucos sabem é que a capital está prestes a receber um projeto de prédio feito totalmente com madeira de origem 100% certificada. Esta iniciativa parte da AMATA, uma empresa que vende madeira oriunda de florestas plantadas, atuando com responsabilidade socioambiental e integridade. O projeto foi assinado pela Triptyque Architecture e será construído em um terreno de 1.025 m² na badalada Vila Madalena.

A área total será de 4.700 m². Baseado em um conceito de “multiuso compartilhado” e distribuído entre 13 pavimentos, o projeto final será utilizado como espaço para coworking, moradias, e também como restaurante. O objetivo principal da AMATA é criar um espaço que interage com o ambiente da cidade e ao mesmo tempo em sintonia com uma nova consciência ambiental. Esta foi uma das soluções achadas para ajudar a resolver um grande problema da construção civil: a altíssima taxa de emissões de carbono – 50% das emissões mundiais têm origem nesta atividade.

A estrutura da torre será composta por Cross Laminated Timber (CLT), conhecida no Brasil como madeira laminada cruzada. Este material é feito basicamente de múltiplas camadas de madeira trançadas perpendicularmente. É um composto com muita tecnologia embutida, o que justifica sua utilização na construção de prédios elevados. Quando estão completamente montadas, as chapas de madeira são encaixadas e usadas como estrutura de sustentação.

Um dado interessante: a cada 40 horas, as florestas da AMATA crescem o equivalente a um prédio de 10 pavimentos.

Este edifício é a naturalização da arquitetura colocada em prática, oferecendo uma experiência sensorial completa. É a metáfora de uma floresta urbana habitável: com sua silhueta escalonada, combinará perfeitamente com a topografia desigual da Vila Madalena, criando um ponto de interesse arquitetônico para visitas. O prédio de madeira representa a semente para um novo paradigma de construção inesgotável.

Fotos: Triptyque Architecture



Guilherme Lupino
Guilherme Lupino

Engenheiro Civil, formado pela Universidade Estadual Paulista, entusiasta em novas tecnologias e sistemas de construção sustentáveis.

Observações

  1. Incêndio no prédio construído exclusivamente com madeira de reflorestamento será apagado exclusivamente com água! Acho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *