Reino Unido testa asfalto 60% mais resistente que é feito com plástico retirado dos oceanos

Reino Unido testa asfalto 60% mais resistente que é feito com plástico retirado dos oceanos
22 maio 2017

A Holanda já havia anunciado querer testar um asfalto feito a partir de plástico retirado dos oceanos. O uso do material, atualmente, está “na moda”, já que se trata de um recurso demorado para se decompor na natureza e que, infelizmente, é cada vez mais descartado de forma incorreta pelo homem. Além disso, uma série de toxinas que prejudicam nossos solos têm ligação com os vestígios deixados pelo plástico. Não por acaso, o que não falta por aí são iniciativas para reutilizar e reciclar todos esses resíduos espalhados por aí!

Uma das mais recentes vem do engenheiro Toby McCartney, que desenvolveu uma técnica para revestir as ruas com material parecido com o concreto convencional, mas composto por plástico descartado. A empresa, chamada MacRebur, garante que o substituto é 60% mais resistente que o asfalto comum e tende a durar 10 vezes mais.

Substituto do famoso betume, comercializado por empresas que extraem petróleo, os plásticos descartados aos montes por domicílios e espaços comerciais são a matéria-prima do produto de Toby. Mas tudo só foi possível graças à sua filha: ao ser questionada por sua professora sobre o que vive nos oceanos, a pequena respondeu: “Plástico”. Seu pai não queria que ela vivesse em um mundo onde isso fosse verdade e tratou de fazer sua parte!

O primeiro teste do composto foi realizado na calçada do engenheiro. Ao perceber que funcionava, a empresa aplicou a técnica em novas ruas do estado de Cumbria, localizado no norte da Inglaterra. Dedos cruzados para que os próximos testes também funcionem!

Assista ao vídeo da iniciativa aqui.


 


Jéssica Miwa
Jéssica Miwa

Mãe do Gael, Googler, jornalista e cofundadora do The Greenest Post. Acredita em pequenas ações que podem mudar o mundo.

Observações

  1. Muito importante para contribuição da Natureza. Srs. continue com essas pesquisas que estão dando certo e APROVADAS.

  2. elizeu brits Diz: maio 28, 2017 at 9:49 pm

    Conheço o asfalto do R.U.Dura centenas de anos sem precisar de remendos!

  3. Temos que ver, aprovar e trazer URGENTÍSSIMO essa tecnologia para o BRASIL
    Temos DEFICIÊNCIA DE RODOVIAS PARA ESCOLAS e SAFRAS e SUPEROFERTA DE PLÁSTICO NOS LIXÕES ABARROTADOS
    BNDES INCENTIVE ESSA AÇÃO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *