Reflorestar todo o território brasileiro atualmente desmatado custaria R$ 3,7 bi por ano

Reflorestar todo o território brasileiro atualmente desmatado custaria R$ 3,7 bi por ano
19 jun 2017

Apenas na Mata Atlântica, entre 2015 e 2016, o desmatamento cresceu 57,7% e o bioma perdeu o equivalente a uma área de mais de 29 mil campos de futebol. Com esse tipo de informação, é difícil imaginar, mas quais seriam os impactos econômicos, sociais e ambientais de um cenário de desmatamento zero no Brasil?

É isso que o Instituto Escolhas, em parceria com o Imaflora (Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola), pretende responder em um estudo inédito envolvendo especialistas de diferentes competências. A pesquisa está em fase de desenvolvimento e deve calcular o possível efeito que essa utopia acarretaria no PIB do Brasil, tanto em escala nacional quanto regional. O trabalho também deve abrir espaço para a discussão acerca de temas como governança, políticas públicas compensatórias e alternativas para minimizar tais efeitos.

De acordo com Sergio Leitão, diretor de Relacionamento com a Sociedade do Instituto Escolhas, o estudo pode comprovar, por exemplo, que a área desmatada no país já é suficiente para a execução das atividades agropecuárias. “Já existe uma leitura muito forte dos especialistas de que o Brasil já tem condições de equilibrar duas questões que são muito fundamentais: não continuar desmatando e preservar as florestas“, explica.

Para entender o que o desmatamento zero significa para a economia, os especialistas definiram uma série de cenários para calcular o que aconteceria com a adoção de diferentes estratégias, desde o mais extremo – zerar todo o desflorestamento hoje, ilegal e legal – até o proposto pelo governo brasileiro em 2015 para o Acordo de Paris, se comprometendo a zerar o desmatamento ilegal até 2030, além de reflorestar 12 milhões de hectares de florestas.

Nos mesmos moldes, o Instituto Escolhas publicou no ano passado um estudo sobre quanto custaria aos cofres públicos reflorestar os 12 milhões de hectares. O resultado apontou que o país precisa investir R$ 52 bilhões até 2030 para alcançar a meta, com investimento anual de R$ 3,7 bilhões durante 14 anos. Um investimento aceitável para o tamanho dos benefícios, não?


Share

Web Rádio Água
Web Rádio Água

A Web Rádio Água é uma ferramenta de comunicação do Centro Internacional de Hidroinformática (CIH), um centro de categoria 2 do Programa Hidrológico Internacional da UNESCO. A WRA opera na produção e difusão de conteúdos em áudio (técnicos e comunitários) dentro das temáticas “Água, Energia e Sustentabilidade”. O projeto dedica-se a ser um espaço colaborativo que possibilita a troca de informações e experiências, para que, a partir da mobilização social, sejam adotadas boas práticas relacionadas à temática água como recurso natural em diferentes cenários da vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *