Quer desconectar sua casa da rede elétrica convencional? Conheça as vantagens e desvantagens!

Quer desconectar sua casa da rede elétrica convencional? Conheça as vantagens e desvantagens!
20 jul 2017

Residências autossuficientes, também chamadas de “net-zero”, não dependem da rede de distribuição elétrica padrão e são alimentadas exclusivamente por energias renováveis, como fotovoltaica, geotermal e eólica. A demanda por projetos sustentáveis uni ou multifamiliares cresce por volta de 80% ao ano, de acordo com relatório da Coalisão de Energia Net-Zero.

Já falamos aqui no The Greenest Post sobre uma casa ecoeficiente que lucra com venda de energia excedente, assim como um condomínio inteiro que segue este princípio. São iniciativas que, por meio da autossuficiência energética, conseguiram se destacar por proporcionar rentabilidade a suas edificações.

Todos os tipos de construção podem ser projetadas ou adaptadas para adquirir autossuficiência energética. Mas será esta uma boa ideia? Veja abaixo os pontos positivos e negativos deste tipo de iniciativa. 

Vantagens

  • Redução de gastos mensais;
  • Despreocupação com aumentos futuros do preço da energia;
  • Risco reduzido de apagões na rede;
  • Confiabilidade aprimorada – os sistemas fotovoltaicos têm garantias de 25 anos e raramente falham durante problemas climáticos (os painéis da Walt Disney World, por exemplo, foram instalados em 1982, passaram recentemente por três furacões e estão funcionando normalmente);
  • Maior valor de revenda da propriedade;
  • Futuramente, regulamentações legais e impostos sobre emissões de carbono podem forçar modificações caras para edifícios energeticamente ineficientes.

Desvantagens

  • Custos iniciais podem ser maiores;
  • Atualmente, pouquíssimas pessoas têm habilidades e experiências necessárias para executar tais projetos;
  • Em situações extraordinárias de picos de demanda pode ser necessário um backup para manter fornecimento (bateria ou auxílio da rede convencional);
  • Sem um sistema de isolamento térmico otimizado, o uso de recursos energéticos para aquecimento ou refrigeração de ambientes pode permanecer elevado;
  • Para captura de energia solar em painéis fotovoltaicos a construção precisa situar-se em local com boa insolação.

E aí? Vale a pena para você?

Se você deseja executar projetos com eficiência energética, recomendo que confira o curso da EcoBuilding aqui.

Foto: Flickr/Oran Viriyincy


Share

Guilherme Lupino
Guilherme Lupino

Engenheiro Civil, formado pela Universidade Estadual Paulista, entusiasta em novas tecnologias e sistemas de construção sustentáveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *