A prisão que mantém uma fazenda com animais vítimas de maus tratos para os presos cuidarem

A prisão que mantém uma fazenda com animais vítimas de maus tratos para os presos cuidarem
27 abr 2016

Preguiças, tartarugas, cavalos, répteis e até alpacas! Não se trata de um zoológico, mas de uma fazenda onde vivem cerca de 150 animais. O que ela tem de diferente? Está acoplada ao Centro de Detenção de Monroe, no estado da Flórida, nos EUA. Por lá, quem cuida dos bichos são os próprios detentos, com a ajuda de veterinários e outros profissionais especializados.

A ideia é que os animais ajudem os presos no processo de reinserção social. E vice-versa. Isso porque todos os animais que vivem na fazenda também estão passando por reabilitação: vítimas de maus tratos, eles foram resgatados pela polícia em diferentes partes dos EUA e precisam ser cuidados para serem devolvidos ao seu habitat natural.

Criada há cerca de duas décadas, a fazenda é mantida financeiramente pela própria comunidade do condado de Monroe, por meio de doações. Como agradecimento, todos podem visitar o local e interagir com os animais duas vezes por mês.

Uma medida socioambiental e tanto, não?



Débora Spitzcovsky
Débora Spitzcovsky

Débora Spitzcovsky é jornalista, formada pela Universidade Metodista de São Paulo e, desde o início da carreira, atua na área da sustentabilidade. Atualmente, é analista de comunicação sobre o tema na Duratex

Observações

  1. Fátima Maia Diz: maio 8, 2016 at 5:59 am

    Essa é realmente uma atitude humanitária que com certeza traz excelentes resultados.

  2. Isso é realmente uma idéia genial! !!

  3. Perfeito! Amei…tenho a impressão que esses homens cuidam muito melhor desses animais do que os “assassinos” que estão soltos!

  4. Janaína Lima Diz: julho 30, 2016 at 11:29 am

    Bem que o Brasil poderia adotar essa medida.
    Uma ótima idéia !

  5. leonel matos Diz: outubro 9, 2016 at 5:32 am

    ora aqui esta uma boa ideia para portugal. poderia adotar esta medida em cadeias portuguesas.

  6. A ociosidade é a mãe de todos os males. É preciso ocupar as mãos e a mente, por isso essa ideia foi genial mesmo, pois ajuda os presos na reabilitação e os animais na recuperação.

  7. respeito a vida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *