Poluição deixa patos verdes no interior de São Paulo

POLUIÇÃO DEIXA PATOS VERDES NO INTERIOR DE SÃO PAULO
10 abr 2014

Se lembra do Plucky Duck, o pato verde do desenho animado Tiny Toons? Pois aves com coloração verde deixaram de ser coisa de desenho para virar (triste) realidade. No interior de São Paulo, na região da represa de Salto Grande, na cidade de Americana, os patos estão mudando de cor por conta da poluição da água.

O culpado é o rio Atibaia. Destino dos efluentes de várias cidades paulistanas, o corpo d’água está seriamente contaminado e, por tabela, polui a represa de Salto Grande, que recebe água para produzir energia. Na região, a “descarga de esgoto” é tão intensa que fez com que a quantidade de cianobactérias e algas aumentasse mais de 500%, nos últimos quatro anos, segundo levantamento da Associação Barco Escola.

Mais do que deixar os patos verdes, a situação ameaça a vida dos animais e das pessoas que vivem na cidade. As algas e cianobactérias liberam toxinas e, se ingeridas ou tocadas, podem causar febre, dor abdominal, náuseas, irritação nos olhos e ouvidos, dor de garganta, diarreia e até hemorragia intra-hepática, entre outras enfermidades. No caso dos patos, a situação já está provocando mortes.

O Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Comdema) de Americana já sabe do problema há, pelo menos, quatro anos, mas por enquanto não tomou nenhuma medida eficaz para combater a situação – vide os patinhos verdes.

Foto: Divulgação/Associação Barco Escola



Redação
Redação

Também quer ver seu texto publicado no The Greenest Post? Entre em contato com a gente pelo e-mail colabore@thegreenestpost.com!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *