O buffet francês que só contrata refugiados para cozinhar pratos típicos de seus países

O buffet francês que só contrata refugiados para cozinhar pratos típicos de seus países
24 ago 2016

Quase 20 mil. Esse é o número de refugiados que chegaram à França apenas em 2015, segundo o The New York Times. São homens, mulheres e crianças do Oriente Médio e da África que arriscaram suas vidas e atravessaram o oceano para fugir da violência dos conflitos armados que acontecem nas regiões onde moram – seja por motivos políticos, étnicos e/ou religiosos.

Retomar suas vidas quando chegam em “terra segura”, no entanto, não é facil. Faltam oportunidades. Ou faltavam, no que depender do buffet Les Cuistots Migrateurs (Os Cozinheiros Imigrantes, em português).

Fundada pelos chefs franceses Louis Jacquot e Sébastien Prunier, a empresa contrata apenas refugiados para trabalhar na cozinha. No cardápio, só comidas típicas dos países onde viviam. Assim, além de oferecer emprego, o buffet dá a essas pessoas a oportunidade de matar um pouquinho a saudade de casa e mostrar sua cultura ao povo francês – para, quem sabe, acabar com a xenofobia.

Por enquanto, o quadro de funcionários da Les Cuistots Migrateurs conta com sete chefs – de países como Etiópia, Sri Lanka e Síria -, que já serviram em dezenas de eventos franceses. O sucesso é tamanho que o Les Cuistots Migrateurs já tem até um foodtruck em Paris que vende aperitivos típicos da Síria.

Um pinguinho de oportunidade em meio a tanta desumanidade! <3


Share

Débora Spitzcovsky
Débora Spitzcovsky

Débora Spitzcovsky é jornalista, formada pela Universidade Metodista de São Paulo e, desde o início da carreira, atua na área da sustentabilidade. Atualmente, é analista de comunicação sobre o tema na Duratex

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *