No torneio Brasil Open de Tênis, os gandulas são cães (que esperam por adoção)

No torneio Brasil Open de Tênis, os gandulas são cães (que esperam por adoção)
22 fev 2017

Os cãodulas estão de volta! Depois do sucesso do ano passado, o torneio Brasil Open de Tênis marca mais um ace que é, de longe, o ponto mais bonito da competição.

O evento contará com a presença especial de seis cãezinhos – Cindy, Nanda, Pretinha, Mia, Arlete e Ovelha – para fazer o que mais gostam: pegar bolinhas (só que nas quadras do torneio). Isso porque os animais estão atuando como gandulas da competição (ou cãodulas, como são carinhosamente chamados).

Por quê? Simples! A ideia é usar a visibilidade do evento esportivo, que conta com a participação de craques do tênis nacional e internacional, para chamar a atenção do público para a quantidade de animais (fofos!) que estão à espera de um dono.

Quem se apaixonar por um dos bichinhos, pode solicitar sua adoção para as ONGs Projeto Segunda Chance e Cão Sem Dono, que são responsáveis por eles e avaliarão o pedido levando em conta o perfil dos candidatos à adotante. Afinal, de nada adianta levar o bichinho para casa para depois, na primeira dificuldade, devolvê-lo ou (pior!) abandoná-lo nas ruas.

Já para quem não tiver a oportunidade de ir ao evento e ver, de perto, a fofura dos cãedulas, fica o convite para visitar os canis das ONGs – que ficam nas cidades de São Paulo e Itapecirica da Serra, respectivamente – para conhecer os outros bichinhos das entidades que estão disponíveis para adoção.

No ano passado, os quatro cãezinhos que participaram da iniciativa conseguiram um lar. Assista, abaixo, a alguns dos momentos que eles viveram em quadra. Em vez de COMPRAR vidas, que tal ADOTAR uma? <3


Share

Débora Spitzcovsky
Débora Spitzcovsky

Débora Spitzcovsky é jornalista, formada pela Universidade Metodista de São Paulo e, desde o início da carreira, atua na área da sustentabilidade. Atualmente, é analista de comunicação sobre o tema na Duratex

Observações

  1. Douglas Andrade Diz: fevereiro 23, 2017 at 9:10 am

    Que idéia sensacional!!! Parabéns aos organizadores!!!

  2. Que demais, nessas horas que dá orgulho do ser humano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *