Menino de 13 anos cria engenhoca capaz de transformar energia eletromagnética em eletricidade

Menino de 13 anos cria engenhoca capaz de transformar energia eletromagnética em eletricidade
16 set 2016

O que fazer com uma lata de café, alguns fios, duas bobinas e uma colher? Bem, qualquer criança faria arte. Mas o pequeno Max Loughan, de 13 anos, fez luz.

Fã de inventores como Albert Einstein e Nikola Tesla, ele desenvolveu uma engenhoca capaz de captar a energia eletromagnética que paira na atmosfera e transformá-la em eletricidade.

A técnica impressionou a comunidade científica por sua eficácia e viabilidade. Construir um dispositivo como o inventado por Loughan, batizado de Generator, custa apenas 15 dólares.

Por que não, então, produzir a engenhoca em grande escala? É a pergunta que não quer calar!


 


Débora Spitzcovsky
Débora Spitzcovsky

Débora Spitzcovsky é jornalista, formada pela Universidade Metodista de São Paulo e, desde o início da carreira, atua na área da sustentabilidade. Atualmente, é analista de comunicação sobre o tema na Duratex

Observações

  1. Como podemos fazer essa maquina? É uma invenção muito boa para quem mora longe da rede de distribuição eletrica

  2. Jordane Gomes Diz: setembro 18, 2016 at 8:27 pm

    equanto adolescentes brasileiros…

  3. Nancy Teles p Diz: setembro 18, 2016 at 10:45 pm

    Essas notícias si m q interessam,pessoas e coisas. Q ajudem nas pesquisas científicas no progresso

  4. Eu mesmo gostaria que desse certo para expandir está tecnologia para a população, mas, veja a camiseta que ele usa, este mesmo brilhante cientista foi desacreditado por seu colegas e população quando queria entregar energia de graça a população.

    Boa Sorte.

  5. Helder Cristiano Diz: setembro 26, 2016 at 11:54 pm

    Esse foi o sonho do Tesla, distribuir a energia elétrica sem fios para todo o mundo… ele construiu um gerador enorme como teste de conceito, mas o que Tesla nunca soube foi que a energia se perde enormemente com a distância, se tornando inviável a transmissão a grandes distâncias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *