Começa a funcionar em SP a maior termelétrica do Brasil que produz energia com lixo

Começa a funcionar em SP a maior termelétrica do Brasil que produz energia com lixo
03 out 2016

Diariamente, cerca de oito mil toneladas de resíduos urbanos e industriais são levados até a Central de Tratamento e Valorização Ambiental, na cidade de Caieiras, em São Paulo. É a partir de todo esse lixo que a Termoverde Caieiras, maior termelétrica movia a biogás de aterro sanitário do Brasil, produz energia.

A usina tem 15 mil metros quadrados e potência instalada de 29,5 megawatts, o que seria suficiente para abastecer uma cidade de 200 mil habitantes. O empreendimento começou a ser construído em 2014, com um investimento de mais de R$ 100 milhões do Grupo Solví, e em julho de 2016 recebeu a autorização da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) para começar a operar.

Com a termelétrica, evita-se que o metanoum dos gases do efeito estufa – seja liberado na atmosfera. Segundo a Abrelpe (Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais), o Brasil tem potencial de gerar 1,3 GW de energia elétrica a partir dos resíduos sólidos urbanos. Esse total é equivalente a um fornecimento adicional de 932 mil MWh/mês, o suficiente para abastecer 6 milhões de residências. Estamos esperando o que?



Web Rádio Água
Web Rádio Água

A Web Rádio Água é uma ferramenta de comunicação do Centro Internacional de Hidroinformática (CIH), um centro de categoria 2 do Programa Hidrológico Internacional da UNESCO. A WRA opera na produção e difusão de conteúdos em áudio (técnicos e comunitários) dentro das temáticas “Água, Energia e Sustentabilidade”. O projeto dedica-se a ser um espaço colaborativo que possibilita a troca de informações e experiências, para que, a partir da mobilização social, sejam adotadas boas práticas relacionadas à temática água como recurso natural em diferentes cenários da vida.

Observações

  1. JULIO CESAR SANTOS Diz: outubro 5, 2016 at 8:11 pm

    Gerar energia através do lixo. Finalmente acharam uma utilidade para os políticos?

  2. jorge goto Diz: outubro 6, 2016 at 10:30 am

    Muito bom! Uma das coisas que podemos nos orgulhar. Parabéns aos idealizadores e que estes se transformem em multiplicadores.

  3. A LEI 12.305/10 E AS DEMAIS CORRELATAS SENDO CUMPRIDA A RISCA, A SOCIEDADE COMO UM TODO PRECISA ACORDAR P/ ESSE FATO, HOJE NECESSITAMOS URGENTEMENTE DE AÇÕES Q. PROMOVAM O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL EM TDS OS NIVEIS DA CADEIA PRODUTIVA!!!

  4. ROSA HELENA DE BRITO Diz: outubro 18, 2016 at 9:10 pm

    Onde está sendo, ou foi construída? Qual cidade? Quem financia e incentiva esse projeto?

  5. luiz carlos campregher Diz: outubro 19, 2016 at 2:18 pm

    joga os politicos ladroes ai pra queimar. sao lixos de primeira.

    • Só queima resíduo sólido. Escória humana (leia-se políticos) não, pode emperrar a máquina!

    • Acho que não! Pode o lixo ser de primeira, porém no lugar de gerar energia pode gerar mais um problema ambiental, pois o político corrupto é uma praga que mesmo depois de queimado pode produzir efeito negativos.

  6. Edson Ordonhes Diz: outubro 20, 2016 at 7:17 pm

    Ai Vai dar retorno do valor aplicado com beneficiamento e resultados lucrativos a empresa certo, agora pergunto ao Lula da silva, a grana dada ao sr Eike Batista dada atraves do s emprestimos do BNDS vao retornar quando , ai esta um exemplo de nulidade gorvenamental de Brasilia junto ao dinheiro publico ……. Que a Solvi tenha muinto exemplo a dar a estes politicos salafrarios que tiveram o poder com exuberancia de destino ambiental do metano emseu resultado commuintas usinas e desenvoltura perante ao mercado tirando tambem a situação dos arranjos de preços nas hidroeledricas .

  7. Mário Martins Diz: outubro 22, 2016 at 6:09 pm

    Esta é uma planta de queima de biogas. Existe um outro projeto que é de uma unidade de recuperação energética de RSU em Barueri que ainda não foi iniciada (mas que deve ser logo) que irá queimar 825toneladas de lixo por dia. Usar o biogas é bem interessante é benéfico sim, mas não resolve a questão do aterro que tem de continuar existindo e recebendo o o mesmo resíduo. Ajuda sim a diminuir o efeito estufa porque queima o metano que iria para a atmosfera ou que seria queimado no flare sem se aproveitar nenhuma energia. Plantas que realmente queimam o lixo e diminuem significativamente o volume que vai para o aterro (até 95%), são usadas no mundo inteiro e já existem projetos no Brasil, mas ainda demoram um pouco para entrarem em funcionamento.

  8. E muito legal ver como a gente pode reutilizar e diminuir a quantidade de lixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *