O jogador de beisebol milionário que é adepto do minimalismo e mora em uma van

O jogador de beisebol milionário que é adepto do minimalismo e mora em uma van
11 ago 2016

Em 2011, aos 18 anos, Daniel Norris começou a jogar profissionalmente em um time de Toronto. Com o contrato, faturou seus primeiros dois milhões de dólares. Mas, em vez de procurar sua casa própria ou até mesmo gastar tudo em baladas, o jogador fez um investimento inusitado: comprou uma van, que batizou de Shaggy.

Logo, ele equipou o veículo com cama, painéis solares, minicozinha e alguns poucos pertences pessoais. O modo que Norris nasceu influenciou muito sua escolha. “Meu pai tinha uma bicicletaria e nós nos virávamos com isso. Era preciso ser sustentável com o que possuíamos”, relembra.

Assim como o recém-formado (e sem grana) Chris Saway,  que fez de seu próprio carro sua casa, o esportista dorme e acorda onde lhe dá vontade: na praia ou nas montanhas, sempre a bordo de Shaggy. “Eu gosto de explorar o espaço em que vivo. Então, as vezes, paro no meio da rodovia e observo ao meu redor. Não faço muitos planos. Na minha cabeça, não há necessidade de luxo”, conta.

Daniel compartilha pequenas histórias de seu dia a dia com os 94 mil seguidores que têm no Twitter. Em fevereiro de 2015, ele se afastou um pouco de sua van para se dedicar aos treinos e se tornar um titular do time em que joga. Entretanto, descobriu um câncer de garganta e só agora, em 2016, o tratamento acabou e ele voltou a treinar, desta vez para o Detroit Tigers. Shaggy está dando sorte ao moço! 


 


Jéssica Miwa
Jéssica Miwa

Mãe do Gael, Googler, jornalista e cofundadora do The Greenest Post. Acredita em pequenas ações que podem mudar o mundo.

Observações

  1. Tem dinheiro, mas é pobre!

  2. Ele entendeu o que é ser “rico” de verdade! 🙂

  3. Desfrutar um pouco mais, não seria necessariamente ruim. A vida passa, curta a vida com uma namorada, gaste dinheiro, afinal é apenas dinheiro. Porém, controle os gastos, ganhe mais, invista..Muitos não conseguem fazer isso e, por isso, pensam que podem viver muito bem com pouco. Ficar com modinha de minimalismo para se reportar a algo remoto de uma vida de insucesso, levar a crer na incapacidade, acho que não é isso, no caso do jogador. Acredito que tudo em equilíbrio, torna possível fazer o que quiser, até gastar dinheiro e ser feliz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *