Indiano mais rico do mundo promete 4G gratuito para um bilhão de pessoas em situação de vulnerabilidade

Indiano mais rico do mundo promete 4G gratuito para um bilhão de pessoas em situação de vulnerabilidade
04 out 2016

A internet tem democratizado o acesso à informação de uma forma revolucionária, mas ainda continua sendo um recurso muito elitista, cuja maior parte da população mundial não consegue acesso de qualidade. Para mudar esse cenário, o Facebook já prometeu levar a internet para 14 países do continente africano.

Na Índia, quem faz a boa é o homem mais rico do país: Mukesh Ambani. Ele prometeu oferecer 4G de graça para um bilhão de pessoas em situação de vulnerabilidade até o final de 2016 por meio de sua operadora, a Reliance Jio.

Atualmente, a operadora presta serviço para 80% da população da Índia e, até março de 2017, planeja expandir esse montante para 90%. No total, são 200 mil vilarejos e 18 mil cidades atingidas no país. Mas, para Ambani, não é suficiente: ele quer chegar a marca de 100% da população beneficiada.

A oferta do 4G gratuito não será para sempre, mas quando a promoção acabar a ideia é continuar oferecendo o serviço a preços acessíveis para essas pessoas — algo em torno de R$ 7,10 por mês. Hoje, apenas ⅕ dos adultos da Índia têm acesso à internet. Com a atitude de Ambani, esse número deve crescer, uma vez que o bilionário está levando infraestrutura a regiões remotas da zona rural, que antes não tinham condição de ter acesso ao serviço, nem se pudessem pagar por ele. 

Em seu site oficial, a empresa declara acreditar que está ajudando a concretizar o sonho indiano de transformar o país em uma liderança digital. “Afinal, a vida agora é digital”, explica Ambani. Para cumprir sua promessa, ele construiu mais de 100 mil torres de telecomunicação, desembolsando alguns bons bilhões. Sua fortuna vem da indústria do óleo, gás e petróleo, que tornou Ambani o 36º homem mais rico do mundo, segundo a revista Forbes.

Foto: Jaume Escofet/Creative Commons



Jéssica Miwa
Jéssica Miwa

Mãe do Gael, Googler, jornalista e cofundadora do The Greenest Post. Acredita em pequenas ações que podem mudar o mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *