Governo australiano sacrificará 2 milhões de gatos para equilibrar fauna

Governo australiano sacrificará 2 milhões de gatos para equilibrar fauna
19 out 2015

Tudo começou na época da colonização australiana, quando os europeus trouxeram gatos para combater a praga de ratos, que chegaram ao país por meio de longas viagens de navio. O ambiente (sem predadores diretos) foi propício para os gatos se multiplicarem no espaço selvagem do país e, consequentemente, desequilibrar a fauna local.

Estima-se que hoje existam mais de 20 milhões de gatos na Austrália – que contribuíram para a extinção de 27 espécies diferentes de mamíferos nos últimos 200 anos. Atualmente a os animais representam uma ameaça de extinção para 74 outras espécies de mamíferos, 40 aves, 21 répteis e 4 anfíbios.

Para preservar a biodiversidade local, o governo australiano anunciou que vai investir 6 milhões em armadilhas, cercas e abates a tiro e exterminar cerca de 2 milhões de gatos selvagens. A medida, é claro, gerou uma repercussão e tanto entre os ativistas. Afinal, é justificável matar uma espécie para salvar outras da extinção?

Foto: Arek Olek/Creative Commons


Share

Jéssica Miwa
Jéssica Miwa

Mãe do Gael, Googler, jornalista e cofundadora do The Greenest Post. Acredita em pequenas ações que podem mudar o mundo.

Observações

  1. Esse malditos matando gatinhos ! Aff, os animais são irracionais, mas sentem dor! Imagina sacrificar 2 milhoes de australianos pq os americanos estao em extinção?!?respeitem os bichinhos ! Pelo amor de Deus !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *