Brasileiras acham jeito de usar cascas de coco (abandonadas nas praias) para absorver óleo derramado no mar por embarcações

Brasileiras acham jeito de usar cascas de coco (abandonadas nas praias) para absorver óleo derramado no mar por embarcações
07 nov 2016

É muito comum vermos por aí: cascas de coco abandonadas nas praias brasileiras e vazamentos de óleo nas águas do mar. Há quem diga que as soluções para nossos problemas, muitas vezes, estão na nossa frente, basta mudar nosso olhar para enxergá-las. Pois foi exatamente isso que fizeram as estudantes Nubia Marques da Silva e Aline Faustino Soares da Escola Técnica Estadual de Caraguatatuba.

O desafio foi lançado por uma professora, que estava incomodada com a quantidade de cocos jogados fora a todo momento, principalmente perto das praias. Já a inspiração veio durante uma visita ao Porto São Sebastião, onde as alunas conheceram a turfa canadens, uma espécie de pó utilizado para absorver o óleo que os navios despejam nos oceanos. .

As meninas então arregaçaram as mangas e fizeram uma porção de testes em tanques de água do mar que mostraram que, de fato, o “pó de coco” pode ser usado para absorver o óleo que é derramado no mar por embarcações. Melhor que isso: elas descobriram que o que sobra da preparação do “pó de coco” ainda pode ser usado como biomassa substituta ao carvão. Quer solução mais sustentável do que essa? 

Como tudo deu certo, o que era um despretensioso projeto acadêmico se tornou um potencial negócio. A descoberta foi registrada em cartório e, agora formadas, as garotas pretendem aprimorar ainda mais a ideia. Boa sorte, visionárias! 

Foto: Diego Torres Silvestre/Creative Commons



Jéssica Miwa
Jéssica Miwa

Mãe do Gael, Googler, jornalista e cofundadora do The Greenest Post. Acredita em pequenas ações que podem mudar o mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *