A empresa de reciclagem de lixo eletrônico que só emprega ex-presidiários

A empresa de reciclagem de lixo eletrônico que só emprega ex-presidiários
05 jan 2015

Kabira Stokes não se conformava com o desapego da sociedade atual. Para ela, assim como descartamos objetos indesejáveis, também isolamos pessoas que consideramos inconvenientes. Seria a era dos descartáveis? Por isso, a moça inaugurou, em 2011, uma empresa que une o útil ao agradável, em versão totalmente sustentável!

A Isidore Eletronics Recycling reinsere ex-presidiários no mercado de trabalho ao oferecer emprego no setor de reciclagem de lixo eletrônico. Isso porque, na Califórnia, 70% dos presos que cumprem a sentença acabam voltando para a cadeia em até três anos. Reingressar na vida do crime é quase uma ‘necessidade’, em uma sociedade que cultiva a discriminação, ainda mais para quem não tem emprego.

Os trabalhadores da Isidore Eletronics Recycling são treinados para destruir as informações dos eletrônicos descartados, consertá-los e revendê-los, para dar uma segunda vida aos dispositivos. Se não for possível, os metais dos equipamentos são reutilizados para a construção de novos – diminuindo assim a produção de lixo e a extração de matéria-prima.

“Nós achamos que estamos jogando as coisas fora. Mas onde é ‘fora’? É o quintal ou a fonte de água de alguém”, explica Stokes. “Nós queremos fazer o bem e ganhar dinheiro ao mesmo tempo”, completa.

Assista, abaixo, ao vídeo de Kabira Stokes.

Foto: Divulgação



Jéssica Miwa
Jéssica Miwa

Mãe do Gael, Googler, jornalista e cofundadora do The Greenest Post. Acredita em pequenas ações que podem mudar o mundo.

Observações

  1. Indicado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *