Ex-moradora de rua cria loja de roupas gratuita para sem-teto poderem escolher o que querem vestir

Ex-moradora de rua cria loja de roupas gratuita para sem-teto poderem escolher o que querem vestir
27 jun 2016

Empoderamento. Talvez essa seja a palavra que melhor define a Re Solidário, uma loja de roupas gratuita (e a céu aberto), localizada em Santa Catarina, em que moradores em situação de rua podem escolher as peças que querem usar no dia a dia.

As roupas são fruto de doação (talvez as mesmas que seriam entregues a eles por pessoas de projetos sociais). A diferença (e também a grande sacada da iniciativa) é que na loja essas pessoas ganham a oportunidade (que há tempos não têm) de escolher o que querem vestir, de ir “comprar” aquilo que gostam.

Cada cliente que chega na loja ganha um vale fictício de R$ 50 para gastar com as roupas que mais gostar – todas devidamente lavadas, passadas e separadas por tamanho e categoria, como nas lojas de shopping. São mais de 2.500 peças para escolher!

Mais do que roupas novas, os moradores em situação de rua ganham autoestima ao sair da loja.

A ideia foi da ex-moradora de rua Jaqueline Soares Lopes. Ela foi sem-teto ainda criança, quando a mãe desapareceu, e hoje – anos depois de ter sido tirada da rua pela família adotiva da irmã gêmea – está se formando em moda, pelo Centro Universitário Estácio de Santa Catarina, e montou a loja Re Solidário para seu trabalho de conclusão de curso.

As voltas lindas que a vida dá…

Assista, abaixo, ao vídeo da iniciativa.


Share

Débora Spitzcovsky
Débora Spitzcovsky

Débora Spitzcovsky é jornalista, formada pela Universidade Metodista de São Paulo e, desde o início da carreira, atua na área da sustentabilidade. Atualmente, é analista de comunicação sobre o tema na Duratex

Observações

  1. Vera Lúcia S.Teixeira Diz: julho 1, 2016 at 3:50 pm

    Maravilhosas idéias de Seres Humanos de Almas nobres. Qta Compaixão, desprendimento exemplos raros. Mas Felizmente existe, isto é a maior e melhor prova que estamos acordando.Parabéns

  2. Moça, Deus te abençõe com as benções dos altos céus. Tenha uma família prospera e seja mãe de muitos filhos. O Senhor te abençõou com as benções … abismo. Publique o livro; converta em livro este trabalho; Pode produzir vídeos e vender! Não precisa deixar gratuíto no Youtube. Seus compradores são pessoas que possue resursos e não sabe como ajudar aos necessitados. tem fé em Deus.

    • Regina Maria de Araújo Lima Melo Diz: maio 17, 2017 at 6:35 pm

      Que maravilha, encontrarmos neste País jovens que dão exemplo, como estes postados aqui. É emocionante e nos dá esperança que ainda tem jeito.

  3. Wilson Rodrigues Diz: agosto 5, 2016 at 8:44 am

    Parabéns Jaqueline Deus em sua infinitas graças te abençoe e que você continue cuidando dos mais necessitados enquanto estiver saúde e Paz.

  4. Muito bacana a iniciativa!
    Parabéns para a Jaqueline!
    Beleza exterior e interior, juntas, em uma só garota! 🙂

  5. Linda iniciativa. Que possamos copia-la de qualquer outra forma. Deus abençoe vc, Jaqueline.

  6. Nadia Isabel da Silva Diz: maio 14, 2017 at 10:32 pm

    Parabéns pela iniciativa. O mundo precisa de pessoas como você, capaz de mudar essa realidade fria.

  7. Beijo em ti, menina. Só quem viveu sabe trazer a luz.
    Luz e imensa paz. Te amo, anjo.
    Continua e luta.

  8. Claudia Leite Diz: maio 17, 2017 at 11:33 am

    Linda iniciativa, parabéns!! Anjo de Luz !

  9. Ana Elisa Freitas Diz: maio 17, 2017 at 12:32 pm

    Nunca fomos tão humanos! A complexidade e intensidade dos nossos tempos é marcada por uma nova ecologia na esfera pública. Pouco estudada, de contornos ainda pouco conhecidos, a teia de relações humanas/ humanizadoras é potente em criação de novos elos de reciprocidade. A matéria é mobilizada em novas direções e os processos de subjetivação ganham outras intenções e agências. Sigo impressionada com a “vida maravilhosa” (S. J. Gould), apesar de uma mídia ostensivamente mobilizada para subverter a atenção social para o que acontece no circo falido e corrompido das esferas de poder estatal e governamental.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *