Estudo inédito aponta que Mata Atlântica está se regenerando (mas desmatamento ainda preocupa)

Estudo inédito aponta que Mata Atlântica está se regenerando (mas desmatamento ainda preocupa)
12 mar 2017

Uma área de 220 mil hectares da Mata Atlânticao equivalente ao tamanho da cidade de São Paulo – foi regenerada em 9 dos 17 estados que pertencem ao bioma durante os anos de 1985 e 2015. Estes são os números do Atlas dos Remanescentes Florestais da Mata Atlântica, divulgado pela Fundação SOS Mata Atlântica e pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, o Inpe.

Segundo os dados da pesquisa, o Paraná foi o estado que apresentou mais áreas regeneradas no período avaliado, num total de 75.612 ha, seguido por Minas Gerais (59.850 ha), Santa Catarina (24.964 ha), São Paulo (23.021 ha) e Mato Grosso do Sul (19.117 ha).

O estudo analisa principalmente a regeneração sobre formações florestais que se apresentam em estágio inicial de vegetação nativa, ou áreas utilizadas anteriormente para pastagem e que hoje estão em estágio avançado de regeneração. “Na nossa avaliação, conseguimos ver que há áreas que estão regenerando, felizmente, mas se olharmos esses números que divulgamos recentemente, vamos ver que ainda assim se desmata muito mais do que regenera”, alerta o pesquisador e coordenador técnico do estudo pelo Inpe, Flavio Ponzoni.

Ao longo da história, a SOS Mata Atlântica foi responsável pelo plantio de 36 milhões de mudas de árvores nativas espalhadas pelo país, especialmente nas áreas de preservação permanente, no entorno de nascentes e margens de rios produtores de água. A Mata Atlântica está distribuída ao longo da costa atlântica do país, atingindo áreas da Argentina e do Paraguai. Cerca de 72% da população brasileira vive atualmente no bioma.

Foto: Otávio Nogueira/Creative Commons/Flickr


Share

Web Rádio Água
Web Rádio Água

A Web Rádio Água é uma ferramenta de comunicação do Centro Internacional de Hidroinformática (CIH), um centro de categoria 2 do Programa Hidrológico Internacional da UNESCO. A WRA opera na produção e difusão de conteúdos em áudio (técnicos e comunitários) dentro das temáticas “Água, Energia e Sustentabilidade”. O projeto dedica-se a ser um espaço colaborativo que possibilita a troca de informações e experiências, para que, a partir da mobilização social, sejam adotadas boas práticas relacionadas à temática água como recurso natural em diferentes cenários da vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *