Escola dá aulas em rio para mostrar aos alunos (ao vivo!) situação da biodiversidade aquática

Escola dá aulas em rio para mostrar aos alunos (ao vivo!) situação da biodiversidade aquática
28 set 2016

Lembra das aulas de biologia na escola, sentado entre quatro paredes em uma sala de aula, decorando os diversos nomes e funcionalidades de das partes do corpo humano, animal e vegetal? Muitas vezes me perguntei como eu utilizaria toda aquela preciosa informação na minha vida. Estudantes da New York Harbor School têm a oportunidade de entender, na prática, a importância de tanto conhecimento.

É que boa parte das aulas de matemática, educação cívica e ciências são ensinadas para os alunos do colégio dentro de um barco, no principal rio de Nova York. E, por vezes, rola até mergulho!  

Recentemente, a escola fechou ainda parceria com o projeto Um Bilhão de Ostras, que coleta conchas de restaurantes locais e constrói recifes, recriando o ambiente ideal para a procriação de novas ostras.

Tanto os recifes quanto as ostras são fundamentais para o ambiente aquático, uma vez que ajudam na filtragem da água, tornando o ecossistema mais propício para a biodiversidade. No entanto, seu consumo têm ameaçado a espécie nas últimas décadas. Reverter essa situação (com a ajuda dos alunos!) é o objetivo da parceria entre a New York Harbor School e o Um Bilhão de Ostras.

Se eles vão mesmo conseguir consertar toda essa bagunça ecossistêmica que fizemos, não sabemos. Mas que estão formando cidadãos muito mais conscientes para o mundo, é fato!



Jéssica Miwa
Jéssica Miwa

Mãe do Gael, Googler, jornalista e cofundadora do The Greenest Post. Acredita em pequenas ações que podem mudar o mundo.

Observações

  1. ideia é boa!!mas os recifes ali no caso especifico ,não atrapalharia a rota dos barcos de cargas?ou eles já tem rotas definidas?não sei por isso estou perguntando… outra questão!!as ostras são sensíveis não? como seria a avaliação da vida de utilização destas ostras na alimentação ? haja vista que mesmo grande e profundo este rio/quase mar/local seria bastante poluído.!!como é feito esta avaliação ou fiscalização das ostras? existe um departamento que fiscaliza se elas contem resquícios de materiais pesados?a causa de muitas doenças hoje em dia.

  2. Igualzinho no Brasil. Nossa sociedade também esta preocupada coma diversidade marinha e esta cuidando de nossos rios e orlas. Em São Paulo por exemplo, veja nosso Tietê com esta limpo, já é possível até pescar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *