A escola na Índia que adotou cardápio 100% vegano na cantina para alunos e funcionários

A escola na Índia que adotou cardápio 100% vegano na cantina para alunos e funcionários
28 set 2017

Frango, peixe, carnes vermelhas e queijo eram alimentos comuns na mesa da Escola Internacional Alemã, instituição escolar localizada em Chennai, na Índia. No entanto, com o início do programa de acolhimento de animais abandonados da escola, o desconforto e dilema ético começou: por que comer alguns bichos e resgatar outros? As crianças e professores então passaram a evitar alimentos de origem animal.

A decisão de abolir esse tipo de comida do cardápio da cantina e adotar uma dieta vegana foi conjunta. “Era difícil comer carne enquanto uma cabra era criada em nossos jardins. Não parecia correto. Nós queremos reduzir o impacto humano no meio ambiente e parar de comer carne é a maneira mais simples possível de fazer isso”, explicou Thomas Pallushek, orientador da escola.

Leia também: Vegetarianos vivem 20% mais, garante estudo

O processo foi gradual: primeiro a cozinha reduziu a quantidade de carnes e laticínios do cardápio pela metade no ano de 2016. Até que, em 2017, decidiram eliminar completamente os alimentos da dieta das crianças e funcionários. Agora no prato vemos apenas legumes, grãos, frutas, verduras e carnes e queijos veganos.

Para ajudar no processo, o tema foi exaustivamente debatido na sala de aula e o assunto foi fortemente encorajado no ambiente familiar também. Alguns pais alegam, inclusive, que em casa não é possível seguir a dieta, mas que os alunos adoram na escola!

Por enquanto, todos são só elogios à medida: além de de criar cidadãos com responsabilidade socioambiental, a escola acaba ajudando na saúde dos pequenos, já que foi comprovado que dieta vegana ajuda a reduzir doenças no coração.

E você, é a favor?

Foto: Tony Webster/Creative Commons



Jéssica Miwa
Jéssica Miwa

Mãe do Gael, Googler, jornalista e cofundadora do The Greenest Post. Acredita em pequenas ações que podem mudar o mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *