E se trocar todo o asfalto do mundo por placas solares? Daria para reduzir em 75% a emissão de poluentes!

E se trocar todo o asfalto do mundo por placas solares? Daria para reduzir em 75% a emissão de poluentes!
13 jan 2015

Achou a ideia mirabolante? Pois o casal Brusaw, dos EUA, acredita nela piamente e (pasmem, pessimistas!) está cada vez mais próximo de torná-la realidade. Scott e Julie arrecadaram, via crowdfunding, mais de US$ 2,2 milhões (o dobro de sua meta inicial, vale dizer) para viabilizar o projeto Solar Roadways, que visa substituir todo o asfalto do mundo por painéis fotovoltaicos.

Após Julie ter a ideia, o casal trabalhou anos no desenvolvimento de placas solares capazes de suportar o mais pesado dos caminhões para ser implantadas até mesmo em rodovias. E conseguiu! Feito de vidro (10% reciclado!), o painel fotovoltaico é recheado com pequenos hexágonos que contém células solares e pode aguentar quase 115 mil quilos.

solar-roadways-1

O protótipo já está pronto, graças a dois financiamentos que Scott e Julie receberam da Administração Federal de Rodovias dos EUA para a pesquisa e desenvolvimento do projeto. Agora, com os US$ 2,2 milhões arrecadados via crowdfunding, eles pretendem por a mão na massa e globalizar a Solar Roadways.

Os benefícios seriam vários. Segundo o casal, um país que adotar a ideia e trocar o asfalto de suas rodovias, ruas, estacionamentos e ciclovias por placas solares consegue reduzir em até 75% suas emissões de gases de efeito estufa. Isso porque a quantidade de energia limpa produzida será maior do que a eletricidade usada por toda a nação: dá para iluminar as ruas, fazer os sinais de trânsito funcionarem, suprir a demanda energética de todas as casas e ainda sobra!

Achou incrível? Tem mais! O projeto pode, finalmente, fazer o mercado dos carros elétricos disparar – já que não vão faltar postos de abastecimento para os automóveis por aí – e acabará de uma vez por todas com os postes de energia que ficam pelas ruas. É que os fios de transmissão de eletricidade são todos subterrâneos (o que até já existe em países mundo afora, mas não no Brasil). Ficar sem luz depois da chuva porque uma árvore caiu? Nunca mais!

Assista, abaixo, ao documentário do Solar Roadways.

Fotos: Divulgação/Solar Roadways



Débora Spitzcovsky
Débora Spitzcovsky

Débora Spitzcovsky é jornalista, formada pela Universidade Metodista de São Paulo e, desde o início da carreira, atua na área da sustentabilidade. Atualmente, é analista de comunicação sobre o tema na Duratex

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *