Conheça o primeiro país do mundo a proibir o desmatamento

Conheça o primeiro país do mundo a proibir o desmatamento
19 jan 2017

Perda de biodiversidade, erosão do solo, escassez hídrica, intensificação das mudanças climáticas… As consequências do desmatamento são várias (e trágicas!), mas ainda assim até o ano de 2016 sequer uma nação do planeta havia se comprometido a extinguir a prática em seu território.

Eis que chega a Noruega para dar o exemplo! O país se tornou o primeiro do mundo a proibir atividades de desmatamento em toda a sua extensão.

E mais: o governo se comprometeu a não mais importar qualquer tipo de matéria-prima que tenha sido proveniente de desmatamento.

A promessa de não mais compactar com o corte de árvores havia sido feita pela Noruega em 2014, durante a Conferência do Clima da ONU. O país, no entanto, não foi o único a assumir o compromisso – Alemanha e Grã-Bretanha também endossaram a promessa, mas por enquanto nada! E aí, galera? Vão seguir o exemplo? 



Débora Spitzcovsky
Débora Spitzcovsky

Débora Spitzcovsky é jornalista, formada pela Universidade Metodista de São Paulo e, desde o início da carreira, atua na área da sustentabilidade. Atualmente, é analista de comunicação sobre o tema na Duratex

Observações

  1. Herbert Gomes Carvalho. Diz: janeiro 22, 2017 at 12:17 am

    Ótima iniciativa, no Brasil precisamos de mais seriedade das autoridades e consciência da sociedade para reduzir a degradação, recuperar e ampliar áreas de matas.

  2. É fácil proibir o corte de árvores no seu próprio país quando a Noruega, que é uma das grandes produtoras de polpa de celulose e papel, fora do seu país.
    Ela não depende da sua própria fonte de madeira pois corta madeira em uma dezenas de países incluindo o Brasil em Jaguariaiva PR. a Pisa é voltada para produção de papel imprensa(jornais). é controlada pela empresa chilena Papeles Bio Bio e que por sua vez é controlada pela Norske Skog Bio Bio norueguesa.
    Para complementar práticamente todas as empresas da industria de celulose ,papeis etc trabalham com madeira reflorestada.

  3. Enquanto isso no Brasil…

  4. Enquanto isso no Brasil…

  5. EMANOEL TEÓFILO DE ARAÚJO BATISTA Diz: janeiro 27, 2017 at 2:28 pm

    BOM, PELO MENOS É UM COMEÇO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *