A história do vilarejo que mudou de vida graças a um sistema de purificação de água

A história do vilarejo que mudou de vida graças a um sistema de purificação de água
16 nov 2015

Apesar de essencial para a vida, a água é pouco valorizada por muitos de nós, que não nos damos conta da importância deste recurso no dia a dia. Só quem vive sua falta na pele consegue entender, de fato, essa importância. É o caso do remoto vilarejo mexicano La Mancalona.

Por lá, a água era escassa e uma garrafa de água mineral era mais cara que uma lata de refrigerante. Mas tudo mudou, graças a uma tecnologia desenvolvida pelo MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts), que utiliza energia solar para purificar água local com uma técnica conhecida como osmose reversa.

A tecnologia consegue produzir mil litros de água pura para os 450 habitantes locais. O funcionamento é simples: a água da chuva é coletada e se mistura com água extraída do poço local. Ambas são bombeadas, por meio da energia solar, para passar por membranas semiporosas que filtram e purificam a água.

Segundo o pesquisador Huda Elassad, “quando você está em uma área rural, precisa aprender a fazer tudo sozinho, pois ninguém atravessará o campo para te ajudar. Por isso capacitamos os moradores para aprender a mexer no sistema sozinhos”, explica, justificando a escolha do local e o motivo do sucesso do projeto-piloto.

A purificação de água não só supriu às necessidades dos moradores da região, como também passou a aquecer a economia local. Tornou-se um negócio rentável. Uma garrafa d’água custa 50 pesos e eles passaram a vender por 5. Com isso, começaram a faturar aproximadamente 3.600 dólares por ano. O dinheiro de manutenção é separado e o restante reinvestido em prol da comunidade.

É claro que os pesquisadores do MIT ficaram felizes em poder contribuir positivamente para a economia local, mas o que realmente brilha aos olhos é ver a água substituir, aos poucos, o refrigerante novamente. Isso refletirá positivamente na saúde da população.

Agora que o projeto-piloto deu certo, a ideia é transformar o sistema viável para ser replicado em larga escala — tanto em pequenos vilarejos rurais quanto em grandes centros urbanos. Hospitais, escolas e a comunidade global têm muito a ganhar com a tecnologia.

Assista abaixo ao vídeo, produzido pelo MIT, que conta um pouco sobre o sistema e também mostra seu impacto no vilarejo La Mancalona.


 

Share

Jéssica Miwa
Jéssica Miwa

Mãe do Gael, Googler, jornalista e cofundadora do The Greenest Post. Acredita em pequenas ações que podem mudar o mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *