O condomínio que produz mais energia (solar!) do que consome, gerando renda aos seus administradores

O condomínio que produz mais energia (solar!) do que consome, gerando renda aos seus administradores
24 maio 2017

Um dos meus primeiros posts aqui no The Greenest Post, em abril de 2014, foi sobre um vilarejo na Alemanha capaz de produzir quatro vezes mais energia do que consumia. Quando fiquei sabendo deste condomínio, lembrei imediatamente da notícia!

Aliás, boas novidades no setor energético são cada vez mais comuns. Recentemente, por exemplo, contamos que 50% de toda energia consumida na Califórnia já é proveniente de luz solar — e que até 2030 o Estado americano promete ter 100% de sua energia vinda de fontes limpas. Bacana, não?

O escritório de arquitetura Kjellgren Kaminsky Architecture entra para o hall dos criadores de boas notícias ao tornar realidade um condomínio, na cidade Linköping, na Suécia, que não só é autossuficiente energeticamente como também consegue produzir eletricidade extra para revender para a rede elétrica da cidade, gerando renda para seus administradores.

E de onde vem tanta energia? Tudo proveniente das placas fotovoltaicas instaladas no topo do prédio.

Segundo o Inhabitat, os impostos suecos incidiam de forma bem pesada em energia solar, mas em 2016 o governo do país reduziu essa taxa em 98%, a fim de incentivar a geração fotovoltaica, e deu certo! A produção de energia proveniente do sol tem crescido muito e novidades como a desse condomínio autossuficiente não param de pipocar. Que venham mais! 


 

Share

Jéssica Miwa
Jéssica Miwa

Mãe do Gael, Googler, jornalista e cofundadora do The Greenest Post. Acredita em pequenas ações que podem mudar o mundo.

Observações

  1. Carlos Nascimento Diz: maio 30, 2017 at 3:23 pm

    A Suécia já está muito a frente a muitos anos, em nível tecnológico, ambiental, social….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *