Com o aquecimento global, seu cafezinho de todo dia corre perigo

COM O AQUECIMENTO GLOBAL, SEU CAFEZINHO DE TODO DIA CORRE PERIGO
31 mar 2014

Puro, forte, com leite, carregado de açúcar… O café é, praticamente, unanimidade no mundo e aqui no Brasil não é diferente: o grão é o alimento mais consumido pelo brasileiro, à frente do arroz e do feijão, mas pode estar com os dias contados, por causa do aquecimento global.

Entre tantos impactos causados pelo fenômeno climático, o novo relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas da ONU (IPCC) destacou a dificuldade de continuar cultivando café por causa do aumento da temperatura e da escassez de água.

Em um cenário otimista – ou seja, se tomarmos vergonha na cara e reduzirmos a emissão de gases poluentes –, até 2020 as áreas destinadas ao cultivo do café diminuirão 6,75%. Já no cenário pessimista – se continuarmos ignorando o aquecimento global –, os terrenos bons para plantio do grão terão queda de 18,3%. E a situação só piora, à medida que o tempo passa e a temperatura do planeta aumenta.

Com menos oferta, claro, o preço do café vai subir e a bebida deixará de ser popular para virar artigo de luxo. Será que, correndo o risco de ficar sem um cafezinho ao acordar ou depois das refeições, mais pessoas se animam a combater o aquecimento global?

Foto: Mike Bitzenhofer/Creative Commons



Redação
Redação

Também quer ver seu texto publicado no The Greenest Post? Entre em contato com a gente pelo e-mail colabore@thegreenestpost.com!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *