Boston desiste de sediar Olimpíadas, após protesto da população por serviços públicos

Boston desiste de sediar Olimpíadas, após protesto da população por serviços públicos
29 jul 2015

Gastar dinheiro público para sediar uma Olimpíada? Nem pensar! Os moradores da cidade de Boston, nos Estados Unidos, recusaram-se a aceitar que a prefeitura usasse verba municipal para alocar o evento esportivo.

Mesmo garantindo que todo o dinheiro viria de investidores privados, o governo não convenceu a população, que foi às ruas e venceu! A prefeitura de Boston e o Comitê Olímpico dos EUA anunciaram que retiraram a candidatura da cidade à sede das Olimpíadas de 2024.

Agora, o governo terá que escolher outro município para concorrer à vaga (com cidadãos mais “compreensivos”). Segundo o Comitê, o projeto está estimado em US$ 8,6 bilhões (cerca de R$ 29 bilhões) – isso, se não aumentar de valor! No Rio de Janeiro, desde o início do ano, o custo das Olimpíadas de 2016 já aumentou em R$ 500 milhões e, por enquanto, está orçada em R$ 38,2 bilhões. Será que já não passou da hora da população daqui se revoltar também?

Boston não é a primeira cidade a se retirar da disputa pela sede de um evento esportivo de grande porte para poupar dinheiro público. A Suécia, por exemplo, já abriu mão da vaga para os Jogos Olímpicos de Inverno de 2022 para investir em moradias. Enquanto isso, no Brasil… Bem, você já está cansado de saber! 

Foto: Jeff Gunn/Creative Commons



Redação
Redação

Também quer ver seu texto publicado no The Greenest Post? Entre em contato com a gente pelo e-mail colabore@thegreenestpost.com!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *