A australiana que vive de sua horta e não gasta nenhum dinheiro para comer

A australiana que vive de sua horta e não gasta nenhum dinheiro para comer
12 set 2016

Lembra da australiana Jill Redwood, que  vive há mais de 30 anos de sua horta, longe da cidade grande? Ela se esforça, mas ainda não conseguiu se livrar do dinheiro. Gasta aproximadamente US$ 80, por semana, para viver. Sua conterrânea Jo Nemeth tem uma história parecida para contar – mas talvez mais feliz, porque não desembolsa sequer US$ 1 para viver.

Há um ano, ela decidiu que pediria demissão do emprego e viveria de seu próprio esforço (ou seja, de sua horta). Ela “acampou” no quintal de seu amigo, em Koonorigan, na Austrália, e desde então vive por lá sem pagar aluguel. Seu cantinho foi todo construído com materiais recicláveis e abastecido por energia solar.

É nesse mesmo espaço de terra que Jo tira seu sustento. Para ela, qualidade de vida é poder passar o dia cultivando alimentos orgânicos, cozinhando, lendo e passando tempo com amigos. “Eu tinha medo da quantidade de alimentos que precisaria produzir, mas uma pessoa não precisa de muito”, conta em entrevista para a ABC News.

Tudo começou quando ela passou a refletir sobre o impacto de suas ações no planeta. Segundo Jo, todas as suas escolhas tem como principal objetivo ter um menor impacto ambiental. Hoje, com mais tempo livre, ela conseguiu conhecer melhor a cidade onde mora e faz muita permuta de bens antigos ou serviços para conseguir viver. 

Apesar da determinação de optar por uma vida alternativa, a australiana se questionou muitas vezes se estava fazendo a coisa certa ou apenas fugindo da realidade. Bem, de fato ela está fugindo da realidade – essa realidade que nos consome, repleta de bens materiais e valores invertidos.

Ela garante que se adaptou bem ao novo estilo de vida e se sente mais feliz e saudável. “Eu trabalho muito no plantio e a minha dieta mudou. Além disso, eu não produzo todo o lixo que produzia antes. Estou me sentindo muito melhor”.

Há um ano e meio vivendo desta forma, Jo pretende não parar nunca mais! Para servir como inspiração a muitos outros, ela mantém um blog próprio, em que conta sobre experiências e angústias. Vale a leitura! 


Share

Jéssica Miwa
Jéssica Miwa

Mãe do Gael, Googler, jornalista e cofundadora do The Greenest Post. Acredita em pequenas ações que podem mudar o mundo.

Observações

  1. Antônio Williams Lima Brito Diz: setembro 14, 2016 at 3:52 pm

    Boa tarde!

    No Brasil, milhares de pessoas vivem só com o que sua horta/sítio produzem! Isso não tem nada de extraordinário!

    • Concordo contigo Antônio. Também conheço algumas pessoas que vivem apenas de sua horta. Mas elas não tem um blog na wordpress, e portanto não fazem parte do mundo frequentado pela mídia digital. Elas existem. Mas é como se não existissem. 🙂 Não tem certo e errado nisso. Só é curioso.

  2. Tem sim muito de extraordinario,eu tenho horta e sei o trabalho qur da pra fazer tudo direito sem adubo, pesticidas, requer muita vontade.. e muito extraordinario ver o lindo trabalho realizado…

  3. lelio wintter Diz: outubro 23, 2016 at 2:22 pm

    Sim, é extraordinário o que ela faz. Viver em seu espaço, se alimentando de forma sadia do que produz na natureza, sem depender de ninguém pra viver, e sendo FELIZ com isso….eu pergunto, ISTO NÃO É EXTRAORDINÁRIO ?

  4. É bom que as pessoas tenham essas iniciativas de viver mais naturalmente. Porém seria necessário ter mais independência no projeto. Realmente ela não gasta, mas como ela mesma disse, está “acampada” no quintal de um amigo. Então ele paga os impostos e ela economiza!!!

  5. Wilson Eckrich Diz: outubro 23, 2016 at 9:40 pm

    Há, assim é fácil. Um amigo deu o terreno, construiu a casa com sobras de construções. Agora a pergunta, tem luz? Tem Tel.? Tem Internet?Se veste? Se desloca? Quem paga tudo isto?

  6. JAIRO GUIMARÃES SALGADO Diz: outubro 24, 2016 at 8:26 am

    Não existe nada de extraordinário. É puro egoísmo.

  7. É ISSO MESMO, ALEM DA HORTA ELA GASTA SÓ us$80 POR SEMANA, QUE DA UNS R$1.000,00 POR MES, REALMENTE NÃO SÓ É EXTRAORDINARIO MAS TBM É UM MILAGRE, QUE MILHOES DE BRASILEIROS VIVEM COM MENOS QUE ISSO PRA PAGAR ALUGUEL, AGUA, LUZ E COMIDA…

  8. Edmar Marinho Diz: outubro 24, 2016 at 12:41 pm

    no Brasil tem milhares

  9. Ela mora no terreno de um amigo kkkkkkkk
    Assim é facil.

  10. lelio wintter Diz: outubro 26, 2016 at 12:02 pm

    É demais ! Como tem gente frustrada nesse País, né ? Se alguém tem uma iniciativa diferente do usual, se faz algo que é diferente, e principalmente…VIVE FELIZ COM ISSO, qual o problema ??? Logo salta um bando de mal amados, adoradores de “Quanto pior, melhor”, para cair de pau em cima de uma estimulante iniciativa. Ora pessoal, vão procurar um Psicólogo. Algumas horas de análise, tenho certeza, trarão um bom retorno à vocês. Abraços.

  11. O bom de tudo é saber que cada um tem seu livre arbítrio de gostar de viver de tal forma, mas sempre haverá quem não fique feliz com a decisão do outro.

  12. Isso é, sim, extraordinário. Se mais pessoas se juntassem pra fazer isso numa mesma região, seria ainda mais bacana e mais fácil, pois haveria complementaridade, poderiam cooperar umas com as outras, trocar sementes e os produtos excedentes entre si, por exemplo. O mundo seria muito melhor, as cidades seriam mais verdes, os vizinhos seriam mais amigos, a alimentação seria mais saudável, abundante e segura.

  13. Excelente iniciativa pessoal, muitas pessoas no Brasil já estão pensando em sair do sistema escravista que nos aprisiona de forma agressiva. O nível de consumo dela reduziu bastante, isso é um passo na evolução humana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *