As mochilas feitas de folhas de abacaxi (que, de quebra, combatem o trabalho escravo em Bangladesh)

As mochilas feitas de folhas de abacaxi (que, de quebra, combatem o trabalho escravo em Bangladesh)
14 fev 2017

Já contamos aqui a respeito das crianças que trabalham mais de 12 horas por dia em confecções têxteis na cidade de Dhaka, em Bangladesh. E esse é apenas um dos casos de trabalho escravo no país, que coleciona denúncias.

Na contramão dessas atrocidades, surge a marca Tripty, que produz roupas e mochilas sustentáveis – tanto do ponto de vista ambiental quanto do social.

As peças são feitas com folhas de abacaxi e algodão orgânico tudo cultivado pelos homens da comunidade local. Já as mulheres ficam responsáveis pelo acabamento das mochilas: tingimento com materiais naturais e revestimento feito com restos de sari – traje muito usado pelas mulheres indianas.

Criada pela dupla Luke Swanson e Brooke McEver, a marca surgiu exatamente da indignação que os dois sentiam pelas péssimas condições de trabalho oferecidas no país asiático. Com a Tripty conseguem dar oportunidades dignas às comunidades locais, quebrando o ciclo do trabalho escravo.

Nós já queremos uma mochila dessas para desfilar por aí. E você?

Para saber mais sobre a marca, assista abaixo vídeo usado em campanha de financiamento coletivo para tirar a ideia do papel.



Débora Spitzcovsky
Débora Spitzcovsky

Débora Spitzcovsky é jornalista, formada pela Universidade Metodista de São Paulo e, desde o início da carreira, atua na área da sustentabilidade. Atualmente, é analista de comunicação sobre o tema na Duratex

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *