Aquecimento global pode aumentar em até 170% a frequência de turbulências em voos de avião

Aquecimento global pode aumentar em até 170% a frequência de turbulências em voos de avião
24 mar 2015

Quedas de aviões têm estampado as páginas dos noticiários, ultimamente. É um atrás do outro. Mal superamos uma notícia e boom: mais um avião cai.

Um estudo da Universidade de Reading, na Inglaterra, publicado na revista Nature Climate Change, conclui que turbulências tendem a ficar cada vez mais frequentes por conta do aquecimento global.

Segundo os pesquisadores Paul Williams e Manoj Joshi, até a metade deste século, as mudanças climáticas deixarão as viagens transatlânticas ainda mais emocionantes. Estima-se que as turbulências serão entre 10 a 40% mais intensas e de 40 a 170% mais frequentes.

Este é o primeiro – e único – estudo que prevê o impacto do aquecimento global no setor aéreo.

Por meio de um computador, os cientistas simularam as correntes de vento forte, impulsionado pela diferença de temperatura resultante da colisão entre o ar do Ártico e o ar tropical. Esta mudança dos ventos atmosféricos ocorrerá entre a Europa e a América do Norte, onde se encontra um dos mais importantes corredores de tráfego do mundo.

Sabemos que as viagens aéreas também contribuem para o aquecimento global. Agora temos ainda mais um motivo para evitá-las!

Foto: Vox Efx/Creative Commons



Jéssica Miwa
Jéssica Miwa

Mãe do Gael, Googler, jornalista e cofundadora do The Greenest Post. Acredita em pequenas ações que podem mudar o mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *