5 motivos para você se engajar em hortas urbanas comunitárias

5 motivos para você se engajar em hortas urbanas comunitárias
30 mar 2016

Hortas urbanas têm mostrado que vieram para ficar! Além de promover maior qualidade alimentar e estimular a vida em comunidade, elas também ajudam a engajar os moradores de uma região em uma mesma causa. Para você que já curte a ideia, mas precisa de um pontapé para começar a botar a mão na terra, seguem cinco bons motivos para procurar a horta urbana comunitária mais próxima e se envolver no cultivo.

1. PROTEGER O MEIO AMBIENTE
O Brasil é o maior consumidor de agrotóxicos do mundo e permite em sua agricultura 14 substâncias já banidas mundialmente. Ter controle da sua comida é também evitar o uso de substâncias tóxicas que não só fazem mal para a sua saúde como também para o meio ambiente. A população de insetos polinizadores, principalmente as abelhas, por exemplo, têm diminuído de forma muito preocupante nos últimos anos também por conta dos agrotóxicos.

2. FORTALECER A ECONOMIA LOCAL
Quanto é possível economizar quando produzimos nossos próprios alimentos? E se fosse organizada uma feira orgânica com os excedentes da produção das hortas comunitárias para ajudar também a incrementar a renda familiar dos voluntários que cultivam os alimentos? São tantas as possibilidades… Basta um pedaço de terra abandonado e uma porção de boa vontade!

3. ENVOLVER-SE NAS POLÍTICAS PÚBLICAS LOCAIS
Participar do projeto de uma horta comunitária implica em tomar decisões em conjunto, o que leva os moradores a se unirem por uma causa maior e se engajar nas decisões locais. Com isso, a causa também passa a chamar cada vez mais a atenção dos políticos. Em
São Paulo, por exemplo, tramita na Câmara dos Vereadores um Projeto de Lei que prevê uma horta para cada praça da cidade. Imagina se isso pega?

4. INTERAGIR COM A COMUNIDADE
Quem mora em cidade grande sabe como é esquisito a sensação de não conhecer nem metade das pessoas que moram próximas. Tanta coisa poderia ser diferente se soubéssemos que o vizinho é um ótimo advogado ou a vizinha, excelente médica… Quando participamos ativamente de uma horta comunitária esse cenário começa a mudar, as pessoas interagem, trocam experiências e gentilezas. E, cá entre nós, troca de gentilezas não tem nenhum contraindicação!

5. TER MAIS SAÚDE
Esse talvez seja o maior e mais importante motivo para cultivar o próprio alimento — guardei o melhor para o final! Saber a origem do que colocamos no prato é também ter o controle da nossa saúde. É preciso reduzir o consumo de produtos industrializados e lutar por uma indústria mais saudável e transparente.

Foto: Circuito Fora do Eixo/Creative Commons



Jéssica Miwa
Jéssica Miwa

Mãe do Gael, Googler, jornalista e cofundadora do The Greenest Post. Acredita em pequenas ações que podem mudar o mundo.

Observações

  1. Parabéns! Todo incentivo ao verde nos traz esperanças!
    Sucesso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *