5 motivos para nunca mais comprar artigos de couro

5 motivos para nunca mais comprar artigos de couro
06 nov 2014

Bolsas, sapatos, cintos, jaquetas… Poucas coisas são tão desnecessárias quanto comprar artigos de couro. Já existem no mercado diversas opções sintéticas, que são tão duráveis quanto os produtos feitos à base de crueldade animal e até mais acessíveis economicamente.

O recado é da equipe latino-americana da PETA, organização internacional de defesa aos direitos dos bichos, que divulgou lista com uma série de razões para você nunca mais comprar nenhum artigo de couro. Selecionamos, abaixo, algumas delas. Prepare-se: muitas vão te surpreender!

1. CHACINA ANIMAL
Todos os anos, a indústria global de couro assassina mais de 1 bilhão de animais em nome da ‘moda‘.

2. CRUELDADE QUE ATRAVESSA O MUNDO
A China é a maior produtora de couro do mundo. Por lá, não existe nenhuma lei que proteja de maus tratos os animais criados em fazendas.

3. VACA SAGRADA COISA NENHUMA
A Índia é outra grande produtora de couro e, apesar de ter leis de proteção animal, elas raramente são aplicadas. Para ter uma ideia, é famoso no Nepal o Festival Gadhimai que, todos os anos, obriga milhares de vacas a caminhar, durante dias, sem comida nem água. No final do percurso, elas são assassinadas e oferecidas à Deusa Gadhimai. Segundo a lenda, a personagem gosta muito de carne e afasta o mal daqueles que lhe agradam.

4. COMPRANDO GATO POR LEBRE
Não são só bois e vacas que são vítimas da indústria do couro. Ovelhas, cães e gatos também são, constantemente, assassinados na China para produção desse tipo de material. As etiquetas dos produtos, no entanto, não contam isso ao consumidor.

5. PERIGO, NÃO SE APROXIME
Para transformar a pele dos animais em couro, a indústria utiliza produtos químicos fortíssimos – como formaldeído e derivados do alcatrão de hulha -, que contaminam o meio ambiente e fazem muito mal à saúde dos seres humanos. Pesquisa feita pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA revelou que a incidência de leucemia em comunidades que vivem perto de curtumes é cinco vezes maior do que a média nacional. Já na Suécia e Itália, o risco de desenvolver qualquer tipo de câncer é de 20% a 50% maior em trabalhadores da indústria do couro, apontou outro estudo. Ou seja, não são “só” os animais que os consumidores desse tipo de produto prejudicam.

E aí, convencido a nunca mais financiar a crueldade que existe por trás de um artigo de couro?

Foto: Jo-Anne McArthur/We Animals/Reprodução/PETA Latino



Redação
Redação

Também quer ver seu texto publicado no The Greenest Post? Entre em contato com a gente pelo e-mail colabore@thegreenestpost.com!

Observações

  1. lindonez alberto da silva Diz: setembro 2, 2016 at 11:28 am

    E o que tem a ver os pobres vegetais com isso? Os vegetarianos deixam de comer carne para se alimentar do sofrimento e angústia das pobres plantas… vcs tem que viver de vento.

  2. Não é à toa q não gosto da China nem da Índia e suas respectivas culturas… E esse festival no Nepal pior ainda! Fazer uma crueldade dessa só pra oferecer o bicho pra uma deusa??? Que ABSURDO!!!

  3. GEOVANE BUENO DA SILVA Diz: junho 17, 2017 at 8:56 am

    E os produtos sintéticos são produzido sem química alguma?Não causam poluentes e problemas aambientais?

  4. Matar animais envolve maior sofrimento porque eles possuem sistema nervoso central avançado diferente de um vegetal ou mineral; em particular, este último, também pode receber classificação de ser vivo devido só encerrarem movimento quando da temperatura que determina o zero absoluto…
    O consumo de carne, para todos os fins, ainda gera agravantes enormes pois, para produzir um quilo de carne são gastos no mínimo quinze mil litros d’água, são promovidos desmatamentos para criação de pastos e há o encerramento de nascentes, isto para não citar a centralização de renda fruto de tal mercado bilionário.

  5. valeu a dica mas vou continuar carnívoro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *